Colaborar e Refletir sobre as Práticas

Finalidade: Contribuir para o desenvolvimento profissional dos professores, centrando a formação na escola e desenvolvendo-a em torno do aprofundamento dos conteúdos matemáticos a lecionar e da reflexão sobre as próprias práticas.

Linhas orientadoras:


- Contribuir para o desenvolvimento profissional dos professores de Matemática, incentivando a reflexão e a investigação sobre as práticas;

- Promover um conhecimento mais aprofundado da matemática a leccionar;

- Promover a reflexão sobre experiências de inovação no ensino/aprendizagem da Matemática procurando integrar a utilização das TIC, o trabalho interdisciplinar e a avaliação;

- Fortalecer a ligação entre o Centro de Formação e os Núcleos Regionais e os Grupos de Trabalho da APM com vista a acompanhar as necessidades e possibilidades de formação das várias regiões e das várias áreas de intervenção da Associação;

- Desenvolver o intercâmbio com outros Centros de Formação e Instituições de Ensino Superior.


Fundamentação:

Na sociedade em que vivemos e que pretendemos cada vez mais livre e democrática, onde o ensino da Matemática é tão importante quanto questionado, é absolutamente necessário que os professores tenham consciência do nível de profundidade dos seus conhecimentos matemáticos relacionados com as matérias que ensinam e das suas conceções sobre

- a natureza da matemática,

- o aprender,

- o ensinar e

- o avaliar.


Levar os professores a “tomar em mãos” a sua própria formação, refletindo individual e colectivamente sobre a sua própria prática, como forma de desenvolver competências de resolução dos diferentes tipos de problemas com que diariamente se confrontam, é essencial não só para o seu desenvolvimento profissional, mas também para a construção de uma cultura de escola capaz de enfrentar os desafios que lhe são colocados.

A estratégia global da formação que disponibilizamos passa pela promoção de hábitos de reflexão sobre a própria prática, essencialmente centrada no desenvolvimento de experiências ao nível da sala de aula ou na escola. A estratégia global desta formação passa ainda pela promoção de práticas colaborativas entre os professores, pela partilha das experiências vividas e pelo aprofundamento dos conhecimentos matemáticos a lecionar. Daí que tenhamos procurado centrar a formação na escola, dando resposta a solicitações que procurámos conseguir, e que tenhamos acreditado as acções a desenvolver em modalidades que proporcionassem um maior envolvimento com a prática letiva — Oficinas e Projectos de Formação.

No que respeita à prática letiva que pretendemos sustentar com esta formação, ela terá necessariamente de incluir metodologias de trabalho e experiências de aprendizagem que permitam ao aluno o desenvolvimento dos objetivos dos programas de Matemática.

Tendo presente que, no essencial ensinamos o que somos, pretendemos que, formadores e formandos se envolvam na construção de uma cultura (de escola) firmada na convicção de que todos, alunos ou professores, crianças, jovens ou adultos, aprendemos com o que fazemos e que, por isso, nos desenvolvemos e transformamos ao longo da vida.

Protocolos

          https://education.ti.com/pt/portugal/home